[RESENHA] - Conquistada por um visconde - Stephanie Laurens


       Oi Gente! Eu sei! To muito e muito sumida, por favoooor, me perdoem! A vida anda muito corrida e acabo me desleixando um pouquinho. Mas hoje, eu trago uma resenha incrível, do meu tipo de livros preferidos... Os livros de Época! Espero que gostem...

Resultado de imagem para conquistada por um visconde resenhaTítulo: Conquistada por um Visconde
Autor: Stephanie Laurens
Editora: HarperCollins Brasil
Páginas: 368
Ano de Publicação: 2016

Londres, 1829. Decidida a escolher seu próprio herói, um que a deixe completamente extasiada e pronta para a felicidade conjugal, Heather Cynster declina convites para os bailes conservadores da aristocracia londrina e busca aventuras fora de seu círculo social. Ao ultrapassar as fronteiras de seu mundo seguro e comparecer a um sarau oferecido por uma dama de reputação duvidosa, Heather acaba entrando na cova de leões. Mas seus planos de independência são arruinados quando encontra, no meio do salão, o enervante Visconde Breckenridge. Amigo dos Cynster e, principalmente, dos irmãos de Heather, ele a toma pelo braço e a leva até a carruagem. Mas seus esforços são inúteis. A poucos metros de entrar no carro, Heather é interceptada e sequestrada por inimigos ocultos que buscam vingança contra os Cynster. Agora, o arrojado Visconde terá de provar que é realmente o herói que Heather tanto almeja... Escrito com maestria, paixão e toques de humor, Conquistada por um visconde é uma trama inesquecível, que deixará o leitor querendo mais após a última página. Composta por Stephanie Laurens, considerada a sucessora de Georgette Heyer e a principal referência de muitas escritoras de sucesso, seus romances têm como cenário a alta sociedade de Londres do período regencial. Conquistada por um visconde é a escolha certa para os fãs de narrativas cujos personagens são damas audaciosas arrebatadas por nobres sedutores.

      O livro conta a história de Heather, que é a tipica mocinha em busca de seu príncipe encantado, uma sonhadora. Mas já está a muito tempo em busca de seu herói e se nada mudar no final desta temporada, será considerada oficialmente uma solteirona e isso a levará a uma vida em que ela tem certeza que nunca será feliz.

      Decidida a encontrar o seu principe, ela vê no Sarau promovido por Lady Herford, uma dama não tanto confiável porém com reputação, um lugar perfeito, afinal, o evento reunirá vários nobres e principalmente, vários nobres fora de seu circulo social, o que Hearther considera de grande importância. Porém ela não contava com a presença do Visconde Breckenridge, um velho amigo da família ao qual não se dava tão bem...

      O visconde, mesmo não tendo uma relação muito amigavel com Hearther, não consegue ignorar o fato de uma mulher como ela estar em um ambiente como aquele. Prezando por sua reputação, ele a arrasta até a saída da festa, porém não vai junto com ela e fica apenas a observando enquanto a mesma vai embora, até que o inesperado acontece... No caminho de Hearther acaba sendo sequestrada e diante disso, Breckenridge vai atrás dela para salvá-la. Conseguindo alcançar os sequestradores, ele descobre que o sequestro não é nem um pouco normal, afinal o mandante parecia ter se preocupado com a honra da mulher, pois havia uma dama de companhia para cuidar dela. Ao encontrar Hearther e pedir para fugirem, a mesma se recusa ao descobrir que os sequestradores queriam apenas alguma irmã Cynster e decide ficar com o objetivo de proteger a família e descobrir o que realmente está acontecendo... 
Diante disso, Breckenridge e Hearther unem forças com o intuito de descobrir o que está por trás de todo esse sequestro e fugirem.


      Bem, o livro é narrado em terceira pessoa, pela perspectiva de Hearther, Breckenridge e o um homem desconhecido, o que deixou a leitura muito dinâmica e proporcionou uma melhor visão da história. O início é viciante e já começa com bastante ação, com o sequestro e tudo mais, o que é um tanto raro em livros desse gênero e isso foi um dos pontos altos!

       Outro ponto que deve ser frisado é os personagens! Hearther e Breckenridge é o oposto um do outro! Ela é sonhadora, teimosa e se recusa a casar se não for por amor, diferente do Visconde , que é considerado o "Senhor dos libertidos", Breackenridge faz questão de deixar bem claro que não "possui" sentimentos. Ambos são ousados e carismáticos  e essa briga de cão e gato entre eles é com toda a certeza uma das minhas coisas preferidas, afinal, nada melhor do que ver o "ódio" se transformando lentamente em amor.


          O livro já me ganhou por conta de ser romance de época e adquiriu uns pontinhos a mais pelo simples fato de ter uma capa incrível! A HarperCollins  arrasou no designer da capa e isso só me deixou com mais vontade de ler a série INTEIRA!


O que mais gostei:


       A história no contexto geral é muito boa, tem alguns furos como o sequestro e a completa capacidade da personagem principal agir com a maior calma e naturalidade possível, além de parecer em alguns ponto um pouco forçado, mas isso em nada afeta o desenvolvimento e o encanto do livro. É uma leitura bem gostosa, daquelas que te deixa com uma curiosidade e um desejo bem grande de ver o que te espera no próximo.

       

Avaliação:


 Então por conta de alguns furinhos aqui e ali, eu dou quatro estrelinhas pra esse livro e indico bastante, pois vale a pena!


        
Um fato interessante é que esse livro vem de uma série ENORME e antes dele tem uns 20 livros, porém a editora decidiu não publicá-los aqui, e transformar essa série gigantesca em uma trilogia, mas isso não muda em nada e muito menos afeta a história em si.


Então pessoal, por hoje é só! Eu finalmente to conseguindo terminar essa resenha, eu ganhei o segundo da série hahaha, o que me deixou eufórica e me fez sair correndo pra começar a ler e já já posto a resenha! Um beijo enoooorme a cada um e espero que tenham gostado.

Nenhum comentário: