[RESENHA] O Diário de Anne Frank


O Diário de Anne Frank para mim é aquele livro que todos alguma vez na vida deveriam ler, o poder que ele exerce a cada um que folheia suas páginas é imaginável, não só por ser triste mas por ser real, por saber que as mortes, as guerras e a opressão não é mais um conto criado por um autor, mas que foi uma realidade dura, porém uma realidade vivida e sofrida por milhares de pessoas.

Anne era um judia, morava em Amsterdã, começou a escrever em seu diário com apenas apenas treze anos, era uma menina normal, com sonhos, desejos... Mas o período que vivia era um dos piores da história.

Anne e sua família viviam fugindo de esconderijos á esconderijos, mas um dia sua família e mais três pessoas, sendo elas  Van Daan, sua esposa e seu filho encontraram um lugar num prédio de escritório, lá se abrigaram em uma sala, na qual colocaram o nome de "O Anexo", onde ficaram por mais ou menos dois anos.


Em meio ao caos podemos ver uma menina tentando ao máximo ser normal, podemos ver suas lutas internas e ainda sua luta pela sobrevivência em meio aquela situação perigosa. Durante a leitura podemos ver uma mudança bem grande em Anne, em momentos no livro ela aparece como uma garotinha, depressiva e assustada e então, sem menos esperar começamos a ver a mudança, vemos a sua sensibilidade a tudo que ocorre, sua inteligência e acima de tudo a faísca de esperança dentro dela, a forma em que acredita e se agarra na possibilidade de um mundo melhor, e ai sim podemos ver essa garota acreditando que em meio ao caos da 2 Guerra Mundial, em meio a mortes, doenças, as fugas e o medo, tudo vai ficar bem.

"É realmente inexplicável que eu não tenha deixado de lado todos os meus ideais, porque eles parecem tão absurdos e impossíveis de se concretizarem. Mesmo assim eu os conservo, porque ainda acredito que as pessoas são boas de coração. Simplesmente não posso edificar minhas esperanças sobre alicerces de confusão, miséria e morte. Vejo o mundo gradativamente se tornando uma selvageria. Escuto o trovão se aproximando, cada vez mais, o que nos destruirá também; posso sentir o sofrimento de milhões e ainda assim, penso que tudo irá se corrigir, que esta crueldade também terminará. Enquanto isso, preciso adiar meus ideais para quando chegarem os tempos em que talvez eu seja capaz de alcançá-los" - Diário de Anne Frank

Eu sou apaixonada por história e ver esse marco tão conhecido como a Segunda Guerra Mundial sendo contado por alguém que viveu aquilo é muito mais real, muito mais chocante, e por mais que a história nos permita ter um certo conhecimento dos fatos que ocorreram, foi graças a Anne Frank que entendemos a devastação e a quantidade de morte. Por conta dela sentimos na pele a dor, porque nós acabamos ligamos à Anne e então compreendemos.

O livro é todo um ensinamento, você aprende uma coisa diferente a cada parágrafo, aprende a valorizar a vida, se aceitar, entender que por mais estranho que pareça nossa vida, nossa situação é ótima. Aprender a ser feliz, acima de tudo. Anne foi feliz e esperançosa de sua maneira em meio a uma guerra, então porque nós desistimos tão fácil? Como diz Anne " [...] não consigo imaginar como alguém poderia dizer "Eu sou fraco" e continuar assim. Se você sabe isso ao seu respeito, por que não luta contra, por que não desenvolve o caráter?



Anne sem querer ganhou admiradores no mundo inteiro, ela mesma não os queria, mas os ganhou. Admiradores por sua coragem e força. 

Falar desse livro foi um desafio para mim, porque ele engloba tantas coisas pessoais, então eu resolvi mudar um pouco meu padrão de resenhas e tentar transportar um pouquinho do que a leitura passou para mim. Como eu disse essa leitura eu considero essencial a um leitor, porque é algo que muda você totalmente, você não é o mesmo depois que fechar esse diário. 

E para encerrar eu deixo para vocês esse pequeno trecho: "
"Pense em toda a beleza que ainda existe ao seu redor e seja feliz."

21 comentários:

  1. O Diário de Anne Frank deve ser fantástico! Ainda não li esse livro, mas já tinha ouvido falar. Esse livro deve ser ótimo por mostrar que mesmo em um lugar repleto de tragédias e destruições, existe uma simples garota que tinha sonhos, desejos e objetivos a serem alcançados! Infelizmente ela morre aos 15 anos de idade :'( O que mais me entristece é saber que tem pessoas reclamando da vida por pequenas coisas! Luana, parabéns pela resenha ;) Brilhante!

    ResponderExcluir
  2. Fiquei muito encantada com o Diário de Anne Frank peguei ele sem nem saber do que se tratava, após ler, acabei fazendo inúmeras pesquisas sobre a vida e morte dela.
    Ela foi uma adolescente inspiradora e um grande exemplo
    Adorei a resenha *-*

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Um pouco antes do ENEM eu li esse livro com a intenção de rever alguns conteúdos referentes a Segunda Guerra Mundial, porém achei o livro fraco nesse quesito e acabei não gostando tanto, já que ele não atendeu ao meu objetivo. Contudo, se você for analisar o livro com um outro ponto de vista, percebe que é mesmo repleto de ensinamentos, e foi exatamente isso que você fez.

    Leitores Forever

    ResponderExcluir
  4. Ele parece um livro intenso. Eu ainda não li, mas todos dizem que ele trás certo conhecimento histórico e eu gosto de ler sobre a Segunda Guerra.

    http://orelhadapagina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Luana :) Achei sua resenha incrível, conseguiu despertar um desejo enorme de ler esse livro em mim. Também gosto muito de livros que englobam períodos cinzentos da história e já que você gosta desse estilo te recomendo Jardim de Inverno da autora Kristin Hannah, não sei se você conhece ou já leu, mas fala um pouco também sobre esse período, mesclando com os dias de hoje. Não é um depoimento como esse, mas é emocionante :)

    Abraços
    www.dezenoveprimaveras.com.br

    ResponderExcluir
  6. Esse livro é bem delicado, a historia emociona qualquer um. Não tive a oportunidade de ler ainda mais quero muito, rua resenha está ótima só aumentou a minha vontade. Beijos.

    http://proximapagina-pp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu tinha esse livro faz uns anos, ganhei da escola. Fiquei enrolando e enrolando, acabei não lendo e o livro se perdeu, não faço ideia de onde esteja. Gostei da resenha, e apesar dos elogios que vejo sobre esse livro, ainda não pretendo ler tao cedo.

    ResponderExcluir
  8. Tenho vontade de ler. Acho que esse ano sai! Já vi diversas resenhas e tds boas.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  9. Tenho que confessar que quando terminei a leitura fiquei super sensível, é muito tocante

    ResponderExcluir
  10. Todas as resenhas que leio dele são sempre positivas... Mas confesso que sou tão emotiva e chorona e por isso estou sempre adiando pois sei que será uma leitura forte e tocante... Mas vou criar coragem e ler pois parece realmente ótimo...

    beijos
    Colecionando Livros

    ResponderExcluir
  11. Todas as resenhas que leio dele são sempre positivas... Mas confesso que sou tão emotiva e chorona e por isso estou sempre adiando pois sei que será uma leitura forte e tocante... Mas vou criar coragem e ler pois parece realmente ótimo...

    beijos
    Colecionando Livros

    ResponderExcluir
  12. Oi, Luana!
    Este livro é fantástico!
    Concordo com você, quando diz que este é um livro que todos alguma vez na vida deveriam ler.
    E você soube nos presentear com esta resenha, justamente na semana do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, que foi nesta terça-feira (27).

    Beijos!
    http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Fazem alguns anos que li este livro e me emocionei muito com a leitura. Ao longo do livro eu só ficava torcendo por um final feliz para a Anne, mas infelizmente, isso não aconteceu. É sempre bom quando uma leitura nos toca assim, nos faz perceber que ainda somos sensíveis para o sofrimento humano.

    Beijos!
    http://coolturenews.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oii, tudo bem?
    Apesar dos elogios, eu não curto muito esse tipo de livro, e apesar de adorar história também...
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oiee, Lu. Tudo bem?

    Já vi muita gente comentando sobre este livro e a maioria são belos de elogios. Até em alguns livros de história por exemplo, ele é citado, sempre tive um certo interesse para apreciar essa história que me parece ser tão bela, mas ainda não achei ele em livraria física com um preço razoável (rs). Sobre a Segunda Guerra Mundia é muito importante, por conta como você disse, uma pessoa que vivenciou aquilo mostrando para o leitor da obra tudo o que ocorreu, realmente preciso demais ♥

    Beeeijosss!
    Luan || Um Grande Vício Literário

    ResponderExcluir
  16. Inspirador, um clássico, surpreendentemente comovente. E ainda assim, todos esses adjetivos são poucos para descrever o livro. Recomendo.

    http://cafeecomletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá, amei sua resenha. Realmente é um livro bastante diferente e difícil de resenhar... Estou lendo ele no momento e desde então estou amando. Já assistir o filme e realmente é uma história cativante, tocante e inspirador.
    Beijos, sucesso.
    http://chuvaelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Adorei a resenha e eu amo ler livros nesse estilo, tenho Anne Frank faz tempo mas com uma pilha de livros pra ler, ainda não peguei ele...

    ResponderExcluir
  19. PorCAUSA DESA PORRA REPITI DE ANO MERDA💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩

    ResponderExcluir
  20. PorCAUSA DESA PORRA REPITI DE ANO MERDA💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩

    ResponderExcluir